4.2.11

You're Not Stubborn



Pensamentos negativos e fracas expectativas raramente conduzem ao sucesso. É falível esta teoria, e o que não é falível neste mundo? Mas, concordemos: não tomar determinada acção só para não falhar é de uma cobardia inenarrável. viver é precisamente isso. Viver é agir, de acordo com as normas, valores e preceitos, mas de uma forma pro-activa, esperando o sucesso mas não desanimando com os erros. 

3.2.11

Inspirarte #4

Quem, de facto, aprecia MGMT com certeza lembrar-se-á da sensação que teve após a primeira audição de Electric Feel ou Time to Pretend: aquele desejo irrepreensível de estar deitado sob uma esteira a contemplar o mundo, o sol quente a banhar o corpo, a felicidade à distância de uns graus centígrados e de uma música assim. Toro y Moi é o homem que nos leva e traz felicidade, esta felicidade.

2.2.11

Safari Disco Club

Liberdade, dizem eles? Liberdade é poder fazer qualquer coisa, sem consequências, sem obrigações ou quaisquer outras razões vindas do exterior. Apregoam a liberdade e nós acreditamos. Acreditamos porque gostamos de viver uma ilusão que dá a impressão de livre-arbítrio. Mas, deixa-me explicitar melhor o quão prisioneiros do mundo somos nós. Do mundo, digo eu? Não só. Do mundo, das pessoas, da globalização, da evolução das mentalidades. Eu estou amarrada a uma corda invisível que me condiciona os passos livres que julgo dar. Perco a esperança de um dia ser solta pois a esperança é a última a morrer.

1.2.11

Inspirarte #3













És feliz porque és assim,

Todo o nada que és é teu
Eu vejo-me e estou sem mim,
Conheço-me e não sou eu.
- Fernando Pessoa

Maybe I

Fevereiro é um mês tão pouco rico, na minha óptica. Nada acontece de relevante, à excepção de duas ou três efemérides. Apenas me recorda automaticamente do dia dos namorados mas enfim, é um dia cliché e não gosto muito de clichés

31.1.11

Every Now And Then


tenho saudades de ouvir Oasis todos os dias, recordando-me de cada episódio correspondente a cada canção; tenho saudades de quando não saber fazer contas de dividir com dois números era o meu maior problema; tenho saudades de caber numa tenda pequenina pequenina que tivera vindo na La Redoute; tenho saudades de sair de casa sem olhar para roupas, maquilhagem ou cabelo; tenho saudades de dar longos passeios de bicicleta com a daniela, por entre mato, trigo ou o que quer que fosse; tenho saudades de trautear Como é que é? A canuca está de volta, venho revolucionar mais uma revolta, sabes bem como tudo começou, dizes estigas mas agora aqui estou; tenho saudades de ler António Mota; tenho saudades de pensar que o amor é como nos filmes; tenho saudades do pão com açúcar da avó; tenho saudades da máquina ancestral da mãe, e dos rolos e dos álbuns de fotografias; tenho saudades do david, da carriço e da angy; tenho saudades da professora louca de inglês; tenho saudades das tardes na minha casa, na perfeita descontra, sem responsabilidades, só o sol e nós; tenho saudades de não saber metade do que sei hoje.

Segunda Pele





O gosto aprimora-se, não é inato. O gosto, sendo uma vertente da inteligência, é um processo mais ou menos extenso de aquisição de uma visão crítica e de selecção que vai das coisas mais básicas cujo denominador são as sensações até às mais complexas que implicam uma reflexão. E gosto nunca foi, nunca é, nem nunca será sinónimo de cultura de massas. 

Mensagem recebida, mãe


Descontrai-te. Faltam menos de 6 meses. Temos de lidar com cérebros do tamanho de uma pintarola. 

30.1.11

Embrace

As semanas andam-me a custar, os dias parece que encravam e não são energéticos e fugazes. Este fim-de-semana foi passado integralmente no quarto, a estudar arduamente história. O rescaldo do mês de Janeiro não é positivo nem negativo, é apenas o primeiro mês do ano e, por isso, sempre faz jus às fracas expectativas que atribuímos ao mês do inverno. 

Inspirarte #2




amor rima com fervor